Iça o Dois! Número 8                       Jul/ 2003

Comemora-se, este ano, o 89ºaniversário da Força de Submarinos. Em homenagem aos valorosos submarinistas que serviram à Flotilha nas conturbadas décadas de 1920/30, quando ocorreram vários movimentos militares, prestamos justa homenagem (acima de tudo pela coragem de defender pontos de vista que tinham como  corretos), iniciamos a reprodução do artigo publicado na revista Marítima Brasileira - A FLOTILHA DE SUBMARINISTAS E O LEVANTE DO ENCOURAÇADO SÃO PAULO.


PARABÉNS FORÇA DE SUBMARINOS, PELOS 89 ANOS DE INESTIMÁVEIS SERVIÇOS PRESTADOS À PÁTRIA!


Continuamos com o artigo BREAKDOWN STRUCTURE, agora na parte 2, expondo o padrão estabelecido pela MIL-STD 1388 2B. Destina-se à apreciação dos profissionais do ALI, esperando-se o retorno, na forma de comentários, visando a criar um padrão para uso nas FFAA.

Dispomos da MIL STD 1388 2B, adquirida pela Internet. Quem necessitar, entrar em contacto, pelo e-mail abaixo.

E-mail  --> capetti@terra.com.br


MANUTENÇÃO NEM SEMPRE É SÓ "MANUTENÇÃO"

SUPONDO QUE UM SUBMARINO TENHA O  CICLO BÁSICO DE 50 DIAS OPERANDO, E 20 DIAS PARADO PARA MANUTENÇÃO. O TRÂNSITO ESTÁ INCLUÍDO NOS 50 DIAS, A SUA REAL AUTONOMIA!

É ESTRANHO DENOMINAR OS VINTE DIAS COMO PERÍODO DE MANUTENÇÃO, POIS ISTO REALMENTE CAUSA CERTA CONFUSÃO - PARECE MAIS APROPRIADO DENOMINAR ESTES VINTE DIAS COMO PERÍODO GENÉRICO DE APOIO - QUE INCLUI (SEM SER EXAUSTIVO) à

  • DESCANSO DA TRIPULAÇÃO/ROTAÇÃO DE PESSOAS;
  • RECEBIMENTO DE CORREIO;
  • REVISÃO MÉDICA;
  • ADESTRAMENTO;
  • RECOMPLETAMENTO DAS PARTES; SOBRESSALENTES/PEÇAS DE REPARO
  • REABASTECIMENTO DE ÁGUA, ÓLEO COMBUSTÍVEL, VÍVERES, ETC., RESTAURANDO NOVO PERÍODO DE  AUTONOMIA;
  • RECOMPLETAMENTO DOS TORPEDOS GASTOS NA PATRULHA QUE TERMINOU e
  • ATÉ ALGUMA MANUTENÇÃO (CORRETIVA PRINCIPALMENTE) QUE SE FIZER NECESSÁRIA. MANUTENÇÃO PREVENTIVA DEVE SER A PLANEJADA, PRINCIPALMENTE AQUELA DE SEGUNDO ESCALÃO PARA CIMA.
  • ETC.

NÃO SE TRATA, POIS, ESTRITAMENTE DAQUELE ANTIGO CONCEITO  DE "MANUTENÇÃO", CUJA MISSÃO ERA DE "RESTABELECER AS CONDIÇÕES ORIGINAIS DOS EQUIPAMENTOS/ SISTEMAS".

FALAMOS "ANTIGO" PORQUE O MODERNO CONCEITO DE "MANUTEN- ÇÃO" É AQUELE QUE LHE ATRIBUI A MISSÃO DE :

"GARANTIR A DISPONIBILIDADE  DA FUNÇÃO DOS EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES DE MODO A ATENDER A UM PROCESSO DE PRODUÇÃO OU DE SERVIÇO, COM CONFIABILIDADE , SEGURANÇA, PRESERVAÇãO DO MEIO AMBIENTE E CUSTOS ADEQUADOS."

COMO PODEMOS PERCEBER, RECOMPLETAR ARMAMENTO, RECOMPLETAR OS SOBRESSALENTES CONSUMIDOS, FAZER RODÍZIO DE TRIPULAÇÕES, RECEBER CORREIO, ETC., NÃO SE ENQUADRA COM PRECISÃO DENTRO DO CONCEITO DE MANUTENÇÃO QUE SE REFERE A MANTER/RESTAURAR EQUIPAMENTOS E SISTEMAS DE BORDO.

NADA COMPLICADO, MAS É PRECISO TER ATENÇÃO A ESTES CONCEITOS NA HORA DE PROJETAR UM SUBMARINO.


FleetType.jpg (12140 bytes)

SUMÁRIO

A FLOTILHA DE SUBMARINOS E O LEVANTE DO ENCOURAÇADO SÃO PAULO - PARTE 1

COMO COMPRAR ALGUMA COISA ... ATÉ SUBMARINOS!

MANUTENÇÃO NEM SEMPRE É SÓ "MANUTENÇÃO"

BREAKDOWN STRUCTURE


SE VOCÊ AINDA NÃO ESTÁ CONVENCIDO DA IMPORTÂNCIA DA EXISTÊNCIA  DE UM SISTEMA FORMAL DE QUALIDADE PARA SUA FORÇA ARMADA, ASSISTA AO FILME

"K19" (disponível em qualquer locadora de vídeo)

e ARREPIE-SE COM AS BARBARIDADES!

MAS NÃO CHORE! AJA!

***
COMANDO DA FORÇA DE SUBMARINOS
Durante o período de 29 JUN a 03 JUL/2003, em cumprimento ao Programa Geral de Adestramento dos Meios da Esquadra (PGAD), foi conduzida pela Força de Submarinos a Operação SARSUB 1-2003. Esta Operação, em especial, revestiu-se de características históricas. Pela primeira vez a MB realizou uma acoplagem do Sino de Resgate Submarino (SRS) com a abertura das escotilhas, por onde foi transferido um "boneco oscar" do Submarino para o Sino de Resgate. A Operação contou com a participação do Submarino Tupi, do Navio de Socorro Submarino "Felinto Perry", do Aviso de Apoio Costeiro Almirante Hess, de mergulhadores do Centro de Instrução e Adestramento Almirante Áttila Monteiro Aché e da Base Almirante Castro e Silva. A capacitação definitiva da MB na busca e socorro a submarino sinistrado será alcançada com a contínua operação do Navio de Socorro Submarino "Felinto Perry" e com o permanente progresso dos adestramentos desenvolvidos pela Força de Submarinos.

"USQUE AD SUB AQUAM NAUTA SUM".