Iça o Dois!                                              Número 27 abr/2008

EDITORIAL

QUEM SÃO OS RESPONSÁVEIS?

Em breve (outubro/2008?) teremos novidades com relação à Estratégia de emprego e a estruturação das nossas Forças Armadas. Esperamos que não saia nenhuma invencionice, por parte dos responsáveis (?) pelas mudanças.

Enquanto essas coisas acontecem, um dos processos mais importantes no âmbito da Defesa, que é o processo de dimensionar a Expressão Militar do país, de acordo com seus Objetivos de Defesa (cunhada como Projeto de Força) não vem recebendo a merecida atenção para ser formulado. Creio que os altos dirigentes imaginam que se estabelece a dimensão da força necessária num passe de mágica, sem que se adote uma sistemática para tal.

Isso dá margem a que muitos "interessados de boa fé" resolvem sugerir a dimensão adequada para o EB, para a MB ou para a Aeronáutica,  ventilando idéias que não tem o menor fundamento para sustentá-las. Além desses senhores outros aparecem que querem transformar nossas Forças Armadas em verdadeiras forças policiais, com a obrigação de tratar da Segurança Pública, ou dar apoio à projetos eleitorais. Recente episódio envolvendo o EB (o caso Morro da Providência) são indícios veementes dessas sandices. Por seu turno, a Amazônia aí está, a mercê dos aproveitadores de todos os matizes,  que vêem as fragilidades dos nossos Governantes como a grande oportunidades de se aproveitar de nossas riquezas. Perdeu-se (o Governo) o controle das ONGs. Todo mundo manda. Ninguèm sabe mais quem são os responsáveis pelos escândalos ou asneiras que são relatadas, quase que diariamente, pela mídia (claro, os que sabem, dizem que não sabiam de nada ...) 

Infelizmente, encontramos no seio das próprias Forças Armadas militares já que meio acomodados com essa situação. Não reagem, embora sustentados pela letra da Constituição. Cumprem ordens que muitas vezes não tem  natureza militar. Apoiar o projeto Crivella é um exemplo flagrante. Quando algum historiador registrar, se é que já não o fez, que a atual situação das Forças Armadas é responsabilidade, inclusive, dos altos Comandos Militares que temos tido nessas últimas décadas, que nossos chefes não manifestem surpresa e perguntem, como aqueles que não sabiam de nada: QUEM SÃO OS RESPONSÁVEIS?

***



SUMÁRIO

Evolução do Pensamento Logístico Naval 1